segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

UM GRANDE AMIGO


O conheci em 2000 quando, mesmo morando em Jacundá, fiz graduação aqui em Novo Repartimento. Mas, somente em 2006 passei a conviver com a pessoa mais incrível que já conheci. O tempo passava e o MIRU já não era mais um cara com jeito amigável que conhecera. Era muito mais. Tornou-se um amigo-irmão que tinha o poder de consertar as coisas. De extrair alegrias de onde só existia dor, tristeza, abandono. Conseguia transformar revolta em compaixão com poucas palavras. Adiava o próprio sucesso em nome de outrem e aguardava reconhecimento que raramente aparecia. Mesmo em baixa, nunca deixou um amigo na mão... NUNCA. Desejava...

... Dos amigos nada mais que amizade... Das pessoas: respeito e reconhecimento.

Essa era a vida do cidadão MIRU (Antonio dos Santos Souza) que numa mescla de sonho e realidade transformava o ato de conviver nesta cidade mais simples, mais fácil.

MIRU deixou esta vida. Mas, creio que Jeová Deus não o deixará inerte para sempre...

Jamais o esquecerei.

Tenho certeza que os seus verdadeiros amigos também não.